Frankfurt - Os bancos devolverão 10,651 bilhões de euros (14,48 bilhões de dólares) de empréstimos de crise antecipadamente ao Banco Central Europeu na próxima semana, disse nesta sexta-feira o BCE, tirando mais liquidez do sistema do que o esperado.

Ao reembolsar os fundos de crise do BCE antecipadamente, os bancos estão reduzindo o nível de liquidez excessiva, dinheiro além do que os bancos precisam para cobrir suas operações diárias, de atuais 158 bilhões de euros.

O montante que os bancos devolverão é o maior reembolso antecipado desde abril. Uma pesquisa da Reuters com traders do mercado monetário de euro esperava que os bancos devolvessem 2 bilhões de euros na semana que vem.

Estima-se que as taxas do mercado monetário de curto prazo fiquem mais próximas da principal taxa de refinanciamento do BCE, hoje em 0,5 por cento, uma vez que o excesso de liquidez no sistema fique abaixo de um limiar estimado na faixa de 100 bilhões a 200 bilhões de euros.

O BCE está monitorando esta evolução cuidadosamente pois custos de empréstimos interbancários mais caros poderia sabotar a frágil recuperação da zona do euro.

Tópicos: Bancos, Finanças, BCE, Empréstimos