A luta contra a recessão

São Paulo - Embora a recessão global tenha terminado oficialmente em 2010, após o período de turbulência marcado pela crise de crédito subprime em 2008, algumas cidades ao redor do mundo ainda enfrentam dificuldades em recuperar o crescimento e se desenvolver, principalmente nos Estados Unidos, na Europa e nas áreas afetadas pelo tsunami que atingiu o Japão no ano passado, segundo o estudo Global Metro Monitor 2011, elaborado recentemente pelo instituto americano Brookings.

Segundo a pesquisa, que avaliou o desempenho do PIB per capita e das oscilações nos postos de emprego em 200 metrópoles ao redor do mundo, as cidades que mais se desenvolveram em 2011 estão localizadas na região Ásia-Pacífico, embora a América Latina também tenha registrado um bom desempenho (Santiago do Chile ficou na 9ª posição, enquanto Buenos Aires apareceu em 16º lugar). Entre as metrópoles brasileiras,  Belo Horizonte figurou na 28ª posição, seguida por Brasília (32ª) e por São Paulo (37ª).

Confira a seguir a lista das cidades que tiveram pior desempenho no ranking, e as razões pela qual ainda enfrentam dificuldades em crescer.

Tópicos: Crise, Crise econômica, Estados Unidos, Países ricos, Europa, Listas, Pesquisas, Rankings