Montadoras asiáticas devem importar 45% a menos para o Brasil neste ano

Aumento do IPI deve reduzir números de veículos vindos das montadoras coreanas e chinesas

São Paulo – As montadoras asiáticas, principalmente as chinesas e coreanas, devem reduzir em 45% os veículos importados para o Brasil neste ano, segundo estimativas divulgadas pela Federação nacional da distribuição de veículos (Fenabrave).

O principal motivo da queda deve-se ao aumento o IPI, que aumentou 30 pontos percentuais em carros importados desde dezembro do ano passado, disse Flavio Meneghetti, presidente da Fenabrave.

“Os veículos de entrada que vêm desses países serão os mais impactados. Os importados da Argentina e México tendem a crescer a participação no Brasil e os de luxo também não terão um impacto tão grande”, afirmou Meneghetti.

A Ásia foi responsável por cerca de 30% das importações de veículos em 2011. A China respondeu por quase 8% desse montante, a Coreia do Sul 20% e o Japão não chegou a 4%.