Mercado já vê Selic abaixo de 8%, segundo Focus

Na última quarta-feira, o Copom anunciou um corte de 1 ponto porcentual da taxa, de 10,25% para 9,25% ao ano

Brasília – Já sob a influência da última decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, os economistas do mercado financeiro mantiveram suas projeções para a Selic (a taxa básica de juros) para o fim de 2017, mas alteraram o cálculo para 2018.

O Relatório de Mercado Focus trouxe nesta segunda-feira, 30,que a mediana das previsões para a Selic este ano seguiu em 8,00% ao ano. Há um mês, estava em 8,50%. O levantamento indicou ainda que a mediana das projeções dos economistas para a Selic no fim de 2018 foi de 8,00% para 7,75% ao ano, ante 8,25% de um mês atrás.

Na última quarta-feira, o Copom anunciou um corte de 1 ponto porcentual da taxa, de 10,25% para 9,25% ao ano. Com isso, a Selic retornou ao patamar de 1 dígito após quatro anos. No comunicado que acompanhou a decisão, o colegiado informou que o ritmo de cortes continuará dependendo da evolução da atividade, do balanço de riscos (incluindo as incertezas quanto às reformas), de possíveis reavaliações sobre a extensão do ciclo e das projeções de inflação.

Para muitos analistas, o BC deixou as portas abertas para novo corte de 1 ponto porcentual em setembro. Mais do que isso, sinalizou a possibilidade de uma Selic abaixo dos 8,00% ao ano no fim do ciclo – o que, na prática, está sendo indicado no Focus.

No relatório desta segunda-feira, a Selic média de 2017 seguiu em 10,06% ao ano. Há um mês, a mediana da taxa média projetada era de 10,22%. No caso de 2018, a Selic média foi de 8,00% para 7,75%, ante 8,25% de quatro semanas atrás.

Para o grupo dos analistas consultados que mais acertam as projeções (Top 5) de médio prazo, a taxa básica terminará 2017 em 7,50% ao ano, ante 7,75% projetados há uma semana. Há um mês, a mediana projetada era de 8,13%. Para 2018, a expectativa foi de 7,50% para 7,25%, ante 8,00% de um mês antes.