Meirelles diz que mudanças na Previdência estão no limite

O ministro, entretanto, declarou que o governo não contava com a aceitação imediata da proposta inicial

Washington – As mudanças que estão sendo negociadas na reforma da Previdência chegaram “mais ou menos” ao limite para não comprometer o ajuste das contas públicas, disse nesta quarta-feira o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, em Washington.

Meirelles ressaltou que em nenhum momento o governo contou com aprovação da reforma tal qual proposta inicialmente e ressaltou que ainda espera que a medida seja aprovada pelo Congresso no primeiro semestre deste ano.

O ministro também previu que a economia brasileira irá crescer no último trimestre deste ano 2,7 por cento em relação ao mesmo período de 2016.