Meirelles defende terceirização para todas as atividades

Para o ministro da Fazenda, é "importante fazer com que funções temporárias sejam também viabilizadas"

Brasília – O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, defendeu nesta terça-feira, 21, a aprovação do projeto que libera a terceirização em todas as atividades.

A proposta deve ser votada no plenário da Câmara dos Deputados nesta terça-feira. Para Meirelles, é “importante fazer com que funções temporárias sejam também viabilizadas”.

“Ajuda muito a retomada do crescimento porque facilita a contratação de mão de obra temporária, facilita a expansão dos empregos. Hoje, muitas vezes, a empresa resiste à hipótese de aumentar o emprego por alguns aspectos de rigidez das leis trabalhistas. É importante fazer com que funções temporárias sejam também viabilizadas”, afirmou.

Para Meirelles, a “vantagem da proposta é que as funções temporárias podem eventualmente se tornar permanentes”.

“Isso aumenta a produção, aumenta o consumo, e isso de uma maneira geral aumenta o emprego”, avaliou Meirelles após participar de reunião com a bancada do PSDB na Câmara para discutir a reforma da Previdência.