Mão de obra mais cara acelera inflação na construção no IGP-DI

O Índice Nacional de Custo da Construção(INCC-DI) registrou alta de 0,35% em dezembro, mais que o dobro do resultado do mês anterior

Rio – Os aumentos nos custos da mão de obra em dezembro aceleraram a inflação da construção no Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta sexta-feira, dia 6.

O Índice Nacional de Custo da Construção(INCC-DI) registrou alta de 0,35% em dezembro, mais que o dobro do resultado do mês anterior, de 0,16%.

O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou taxa de 0,12% contra um recuo de 0,09% no mês anterior. Já o índice que representa o custo da Mão de Obra teve elevação de 0,54% ante alta de 0,37% em novembro.

Entre os itens de maior pressão sobre o INCC-DI de dezembro estão ajudante especializado (0,58%), servente (0,60%), condutores elétricos (5,35%), carpinteiro de esquadria e telhado (0,58%) e pedreiro (0,52%).