Kassab cobra investimentos da União no metrô de SP

Questionado sobre qual o maior problema ambiental da cidade, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, apontou a falta de mais linhas de metrô

São Paulo – Com problemas crônicos como enchentes e poluição, a capital paulista será a sede na próxima semana da C40, uma reunião de cúpula com prefeitos e representantes de várias cidades do mundo para debater projetos e soluções ligados ao meio ambiente e às mudanças climáticas. Ao apresentar o evento hoje à imprensa e questionado sobre qual o maior problema ambiental da cidade, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, apontou a falta de mais linhas de metrô.

“São Paulo paga pelo descaso das últimas décadas dos nossos administradores, que pouco ou quase nada investiram na linha metroviária”, disse Kassab, ressalvando que o governo estadual tem feito investimentos, mas cobrou aportes da União. “Faltam investimentos do governo federal, que não investe a fundo perdido, apenas financia. Portanto, São Paulo paga. Faltam investimentos a fundo perdido.”

“Sem uma rede de metrô mais ampla, fica difícil convencer a população a deixar o carro em casa e contribuir para reduzir a poluição na cidade, já que mais veículos nas ruas representam mais emissões de gases causadores do efeito estufa. Kassab negou a intenção de restringir a circulação de carros por meio do pedágio urbano, assim como acontece em Londres, uma das cidades convidadas para a C40. “Londres usa o pedágio urbano porque as pessoas têm o metrô como opção (de transporte). Aqui, não tem essa alternativa e as pessoas já são penalizadas pelo rodízio (de veículos) e por uma carga tributária elevada,” justificou o prefeito.

Questionado sobre as enchentes, outro grande problema de São Paulo, Kassab pediu auxílio do secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Miguel Bucalem. O secretário afirmou que a C40 servirá para São Paulo aprender como outras cidades estão lidando com a alteração no padrão das chuvas em razão das mudanças climáticas, e disse que a capital paulista pode mostrar suas ações na área, como a construção dos piscinões.

Orçamento

Gilberto Kassab defendeu um aumento gradual dos recursos destinados à Secretaria do Verde e do Meio Ambiente para até 2% do orçamento municipal nos próximos anos. Ele lembrou que o orçamento da pasta passou de 0,4% para 1,1% durante a sua gestão.

Ao lado do prefeito, o secretário da pasta, Eduardo Jorge (PV-SP), defendeu que as outras secretarias mantenham a orientação de incorporar em seus projetos e programas a questão ambiental. “Porque assim eu entro no orçamento da Educação e da Saúde, que são dois gigantes, com mais de 50% do orçamento”, disse Jorge.

Durante a apresentação da C40, Eduardo Jorge foi elogiado por Kassab, que o qualificou como “um dos maiores conhecedores de políticas públicas do meio ambiente” no País. Após a reivindicação do secretário, Kassab ainda disse: “O que São Paulo precisa mesmo é um prefeito comprometido com causas ambientais”.

Questionado sobre quem seria esse “prefeito ideal” para a capital paulista em 2013, Kassab brincou: “Não vou falar aqui não. Antes preciso convencer as pessoas a aceitarem (a indicação do candidato). Eu não estou sendo bem sucedido, mas sou determinado e ainda vou convencer”.

Eduardo Jorge negou que seja pré-candidato. “Não sou candidato a nada. Só vou completar o mandato na Secretaria de Meio Ambiente. Quanto à candidatura, isso é uma questão que o PV e os militantes vão encaminhar na hora certa. Eu só penso na secretaria.”

C40

Durante a C40, estarão na capital paulista os prefeitos de Nova York, Michael Bloomberg, e Buenos Aires, Maurício Macri, além de prefeitos e representantes de várias outras cidades. O Brasil será representado pelo prefeito de São Paulo, do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e de Curitiba, Luciano Ducci. Outras personalidades mundiais, como o ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton, e líderes ambientalistas também participarão.

A Cúpula C40, presidida atualmente por Bloomberg, ocorre a cada dois anos e está em sua quarta edição. A primeira ocorreu em Londres, em 2005, por iniciativa do então prefeito Ken Livingstone. Em seguida, foram realizadas as edições de Nova York (2007) e Seul (2009).

O encontro em São Paulo será realizado de 31 de maio a 2 de junho, no Sheraton WTC Hotel (Av. das Nações Unidas, 12.559, Brooklin Novo). A programação dos debates está disponível no site http://www.c40saopaulosummit.com