Justiça prorroga prazo para depósito da Vale sobre Samarco

Mineradora que continuará adotando todas as medidas para assegurar seu direito de defesa dentro dos prazos legais

Rio de Janeiro – A Justiça prorrogou por 30 dias o prazo para que seja efetuada a complementação de depósito no valor de 1,2 bilhão de reais para acautelar futuras medidas reparatórias relacionadas ao rompimento da barragem da Samarco, informou nesta segunda-feira a Vale, uma das acionistas da mineradora.

A decisão foi proferida no âmbito de ação civil pública em tramitação na 12ª Vara Federal da Seção Judiciária de Belo Horizonte, ajuizada contra a Samarco, a Vale e a sua sócia, a BHP Billiton.

A Vale disse ainda, em comunicado, que continuará adotando todas as medidas para assegurar seu direito de defesa dentro dos prazos legais, e manterá o apoio à Samarco para que continuem sendo adotadas as medidas de reparação.