Japão e Rússia anunciam US$ 2,5 bi em acordos econômicos

Acordo faz parte da tentativa dos dois países de resolverem uma questão territorial que já dura 70 anos

Tóquio – O Japão lançou um novo esforço nesta sexta-feira para superar o impasse em uma disputa territorial com a Rússia, anunciando acordos bilaterais no valor de 300 bilhões de ienes (US$ 2,5 bilhões).

Os acordos, que abrangem os setores de energia, saúde e transporte, são parte de um esforço do primeiro-ministro Shinzo Abe para amolecer a resistência, em Moscou, em relação à reivindicação de Tóquio sobre quatro ilhas ao norte do país que são administradas pela Rússia.

As ilhas Curilas foram tomadas do Japão pelo regime soviético no final da Segunda Guerra Mundial, e agora são consideradas pelo país parte integrante de seu território.

A visita do presidente russo, Vladimir Putin, chega ao segundo dia com o anúncio da expansão da permissão para trabalho sem visto por parte de antigos residentes das ilhas, bem como o início de um estudo sobre a possibilidade de desenvolvimento conjunto do território.

O Japão também disse que iria relaxar as regras para turistas e empresários russos no país.

Entre os novos negócios, a corretora Marubeni e a gigante de petróleo russa Rosneft irão desenvolver conjuntamente um campo de gás perto da ilha Sacalina, entre os dois países.

A Gazprom, a Mitsui e a Mitsubishi irão trabalhar conjuntamente no desenvolvimento de campos de gás na península de Yamal, no norte da Rússia.

Separadamente, ambos os países anunciaram um fundo de US$ 1 bilhão para investimentos em carteira de projetos bilaterais em setores como o farmacêutico e o de energia. Fonte: Dow Jones Newswires.