Dólar R$ 3,27 0,13%
Euro R$ 3,63 -0,15%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa -0,51% 63.761 pts
Pontos 63.761
Variação -0,51%
Maior Alta 3,64% FIBR3
Maior Baixa -2,44% CIEL3
Última atualização 29/05/2017 - 17:21 FONTE

Itaipu supera recorde de produção e ameaça marca de usina chinesa

Amanhã, a hidrelétrica espera ultrapassar o recorde estabelecido por Três Gargantas, na China, e recolocar Itaipu como a maior usina do mundo

Assunção – A hidrelétrica de Itaipu, compartilhada por Paraguai e Brasil, ultrapassou nesta sexta-feira os 98,6 milhões de megawatts-hora, superando a própria marca de produção anual de energia, e se aproxima assim do recorde mundial obtido pela chinesa Três Gargantas, que em 2014 gerou 98,8 milhões de megawatts-hora.

O recorde obtido hoje foi acompanhado durante uma cerimônia na empresa, onde foram instalados dois telões que fizeram uma contagem regressiva que terminou às 11h01, quando Itaipu superou a marca gerada pela usina em 2013.

Amanhã, a hidrelétrica espera ultrapassar o recorde estabelecido por Três Gargantas, na China, e, dessa forma, recolocar Itaipu como a maior usina de energia do mundo.

A previsão é que Itaipu supere na próxima quarta-feira os 100 milhões de megawatts-hora produzidos em um ano, um número sem precedentes, de acordo com a empresa.

Para refletir o impacto da produção, a usina afirmou que os 98,6 milhões de megawatts-hora seriam suficientes para abastecer o consumo do Brasil durante dois meses e 15 dias. E ao Paraguai ao longo de quase sete anos.

Itaipu Binacional foi criada há 42 anos, em 17 de maio de 1974, para administrar a construção da usina e colocá-la em funcionamento dez anos depois, em 1984.

Desde então, Itaipu é líder mundial na produção de energia limpa e renovável.

A usina possui 14 mil megawatts de potência instalada, o que atende a 17% da demanda energética do Brasil e 75% do Paraguai.