Inflação na zona do euro desacelera em dezembro

Preços ao consumidor nos 17 países que compartilham o euro subiram 2,8% em dezembro na relação anual

Bruxelas – A inflação na zona do euro desacelerou em dezembro conforme esperado, de acordo com dados divulgados nesta quarta-feira, sublinhando as expectativas do mercado de que a alta dos preços vai desacelerar mais nos primeiros meses de 2012 e abrir espaço para mais cortes da taxa de juro, a fim de ajudar a economia que se enfraquece.

A Agência de Estatísticas da União Europeia (Eurostat) estimou que os preços ao consumidor nos 17 países que compartilham o euro subiram 2,8 por cento em dezembro na relação anual, abaixo dos aumentos de 3 por cento em novembro, outubro e setembro.

O Banco Central Europeu cortou sua principal taxa de juro de volta para a mínima recorde de 1 por cento em dezembro, a fim de tentar estimular a economia enquanto as pressões da inflação diminuem.

Muitos economistas dizem que a inflação chegou ao pico em 3 por cento e deve cair para menos de 2 por cento -a meta de médio prazo do BCE- por volta de abril, enquanto a economia caminha para uma recessão prolongada.

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro cresceu apenas 0,2 por cento no terceiro trimestre e economistas esperam que ele tenha se contraído no quarto trimestre.

Eles também acham que o PIB pode se contrair nos primeiros três meses de 2012, o que levaria o bloco de volta para uma recessão depois de dois anos de recuperação da pior crise financeira global desde os anos 30.