Inflação ao consumidor da Itália bate recorde mensal

Índice subiu 2,5% em março ante fevereiro, com a taxa de inflação anual se acelerando fortemente para 3,8%

Roma – O índice de preços ao consumidor italiano, padronizado com a União Europeia, subiu 2,5 por cento em março ante fevereiro, com a taxa de inflação anual se acelerando fortemente para 3,8 por cento, de 3,4 por cento em fevereiro, mostraram dados preliminares nesta sexta-feira.

A taxa anual foi a maior desde outubro do ano passado, enquanto o aumento mensal foi o mais acentuado da série histórica, que começou em janeiro de 2001.

O índice foi puxado pelos custos mais altos de energia e ficou bem acima da mediana das previsões, de alta de 2 por cento no mês e de 3,2 por cento no ano, em uma pesquisa da Reuters com 23 analistas.

A agência de estatísticas oficial Istat também informou que o principal índice de preços doméstico teve alta de 0,5 por cento no mês, em dados preliminares, e de 3,3 por cento em relação a março do ano passado, acima da mediana em uma pesquisa da Reuters de 0,3 por cento e 3,2 por cento, respectivamente.