Indústria brasileira acumula estoque no mês de junho

Segundo dados da CNI, a capacidade instalada também ficou abaixo da registrada no mesmo período de 2010

Brasília – As indústrias brasileiras acumularam estoque em junho e a capacidade instalada também ficou abaixo da registrada no mesmo período de 2010. Segundo dados da Sondagem Industrial, divulgada hoje (22) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), no mês passado, o estoque ficou em 52,3 pontos, maior do que nos dois meses anteriores (51,4 em maio e abril). De acordo com a CNI, isso denota maior acúmulo de produtos em junho.

O estoque efetivo ficou em 53 pontos, acima da média histórica, que é de 50,2 pontos. Isso significa que a indústria vendeu menos do que o esperado no mês de junho. A CNI lembra que a escala vai de zero a 100 pontos.

A capacidade instalada ficou abaixo da média de 50 pontos em junho, registrando 44,7 pontos. Pelo sétimo mês seguido, a atividade industrial está abaixo do usual. Em maio, atingiu 46,1 pontos. Novembro, com 50,4 pontos, foi o último mês em que capacidade industrial passou de 50 pontos.

Em junho, a utilização da capacidade industrial ficou em 74%, percentual idêntico ao de maio, e é a menor registrada desde o segundo semestre de 2009.

A margem de lucro no segundo trimestre também ficou abaixo de 50 pontos, registrando 45,7 pontos, e a situação financeira, em 51,5 pontos no mesmo período. O acesso ao crédito também não atingiu a média, fechando com 43,8 pontos.

A pesquisa foi feita entre 1º e 15 de julho, com 1.692 empresas de grande, médio e pequeno porte.