Governo quer consenso para reforma da Previdência, diz Jucá

Segundo ele, o governo avalia quais pontos poderiam ser "ajustados" no texto da PEC, caso da contribuição de trabalhadores rurais

Brasília – O governo do presidente Michel Temer articula a redação de um relatório consensual entre deputados e senadores para a reforma da Previdência, disse à Reuters nesta terça-feira o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR).

Segundo ele, o governo avalia quais pontos poderiam ser “ajustados” no texto da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), caso da contribuição de trabalhadores rurais, classificado pelo senador como um dos “calcanhares de Aquiles” da reforma.

“O dogma não é que nada pode ser mudado. O dogma é sair um texto equilibrado”, disse o líder em entrevista à Reuters.

Jucá, que defende, por exemplo, a manutenção da idade mínima para a aposentadoria de homens e mulheres aos 65 anos, acrescentou que alguns desses “ajustes” ao texto devem ser anunciados ainda nesta semana pelo governo.

“O restante sai no relatório da consolidação”, explicou.

O senador avalia que é natural haver embate político sobre o tema, principalmente com a oposição. Defendeu, no entanto, que a base governista se empenhe na aprovação da proposta, de forma a melhorar o ambiente econômico e o clima político em geral.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. ViP Berbigao

    O primeiro a roer a corda é o próprio governo. Se é para penalizar com supressão de direitos que seja para todos e não continuar a privilegiar uma ‘casta’ que já é mais que privilegiada, fazem uso do Estado para servi-los!!!