Governo prevê contratar 7 GW em novas usinas de energia solar

Segundo o planejamento, a expectativa é que essa contratação ocorre entre 2020 a 2026

Rio de Janeiro – O governo federal prevê a contratação de 7 gigawatts novos em usinas de energia solar entre 2020 a 2026, afirmou nesta quinta-feira o secretário de Planejamento e Desenvolvimento Energético do Ministério de Minas e Energia, Eduardo Azevedo.

A expansão seria de 1 GW por ano ao longo do período, segundo o secretário. Azevedo explicou que a informação estará no novo Plano Decenal de Expansão do setor elétrico, que deverá ser colocado em consulta pública ainda nesta quinta-feira.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Muito, muito pouco ainda! O governo precisa aprender a calcular os custos evitados com a implantação ou o reforço de sistemas de transmissão a longa distância e mesmo de distribuição ao calcular os custos da geração distribuída em redes locais, antes de partir com essa maluquice de novas termelétricas de base. Além disso, a geração eólica e solar já pode trazer a estocagem de energia para uso no pico ou para o bombeamento de água de volta aos reservatórios das hidrelétricas, ou a reservatórios intermediários. Agora que se foi a época das trevas das grandes empreiteiras, é preciso aprender a PENSAR diferente, com outros parâmetros.