Dólar R$ 3,28 0,12%
Euro R$ 3,65 -0,54%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 1,25% 64.017 pts
Pontos 64.017
Variação 1,25%
Maior Alta 4,26% CMIG4
Maior Baixa -5,60% JBSS3
Última atualização 26/05/2017 - 13:25 FONTE

Governo Obama defende importância da OMC, questionada por Trump

Durante a campanha eleitoral, Trump ameaçou tirar os Estados Unidos da OMC pela suposta intenção da organização de conter seus planos

Genebra – A Administração de Barack Obama defendeu nesta segunda-feira a importância da Organização Mundial do Comércio (OMC) como um “elemento fundamental” da política comercial e de investimentos do país, depois que o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou sair desta instituição.

“A OMC foi por muito tempo um elemento fundamental da política de comércio e investimento dos Estados Unidos, dada a importante função que desempenha no estabelecimento das normas que regem o sistema mundial de comércio”, afirma o governo americano no relatório que apresentou por causa do 13º exame da política comercial do país a que se submete hoje e quarta-feira.

Para a atual Administração americana, a OMC “dá oportunidades para continuar liberalizando o comércio mundial, fortalece o sistema multilateral de comércio baseado em normas, faz cumprir as normas comerciais mundiais e serve de grande reduto contra o protecionismo”.

O relatório americano, que destaca que Washington está decidido a “preservar e potencializar o papel da OMC”, é datado uma semana depois das eleições gerais, em 8 de novembro.

Trump ameaçou durante a campanha eleitoral tirar os Estados Unidos da OMC, pela suposta intenção da organização de conter seu plano de impor impostos às empresas americanas que tentem de se instalar no exterior para reduzir custos.

Trump também anunciou que vai retirar o país do Acordo de Associação Transpacífico (TPP) e defendeu o protecionismo.

O governo de Obama, ao contrário, defende em seu relatório à OMC a liberalização do comércio.

“A liberalização do comércio beneficiou os Estados Unidos e o resto do mundo, ao permitir que possa se dispor de bens e serviços mais acessíveis, elevar o nível de vida, impulsionar o crescimento econômico e apoiar a criação de bons postos de trabalho”, diz.

“A redução dos obstáculos ao comércio mundial também brinda uma maior variedade de produtos, melhora sua qualidade e aumenta a inovação”, acrescenta o relatório, que destaca que “todos os países podem se beneficiar do comércio se todos concentrarem seu empenho em abrir os mercados e cumprir as normas do sistema multilateral de comércio baseado nas normas da OMC”.