Governo estuda antecipar leilões de rodovias do Rio, diz ANTT

A ideia é realizar as concorrências da Dutra, que liga o Rio a São Paulo, e da Rio-Teresópolis no ano que vem, embora as atuais concessões só vençam em 2021

Rio – O diretor-geral da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), Jorge Luiz Macedo Bastos, informou a intenção do governo de antecipar dois leilões de concessão de rodovias do Rio de Janeiro.

A ideia é realizar as concorrências da Dutra, que liga o Rio a São Paulo, e da Rio-Teresópolis no ano que vem, embora as atuais concessões só vençam em 2021.

Os vencedores dos leilões iniciariam as obras imediatamente mas só assumiriam a concessão de fato em 2021. No caso da Dutra, a obra estaria concentrada na Serra das Araras.

O governo também avalia alterar a localização das praças de pedágio para aumentar o número de pagantes. Mas, para avançar com esses projetos, ainda vai concluir estudos. O cronograma prevê a realização do leilão da Dutra no segundo semestre de 2018.

“O mais importante são os estudos para que as formações saiam certo. Os projetos têm que ser bem avaliados “, disse Bastos.

Em seminário promovido pela Firjan, o diretor-geral da ANTT informou também que, no segmento ferroviário, pretende prorrogar o contrato da MRS, que tem grande parte da sua concessão situada no Rio.

Com isso, o governo espera concluir a linha que ligará a capital fluminense ao Porto do Açu, no município de São João da Barra, no Norte Fluminense.

A rede passaria pelo Complexo Petroquímico do Rio (Comperj), cuja obra será parcialmente retomada pela Petrobras.