Governo está construindo “nova indústria” de óleo e gás no Brasil

O diretor-geral da ANP, Décio Oddone, disse que o setor viverá "uma grande transformação"

Rio – O diretor-geral da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Décio Oddone, afirmou nesta sexta-feira, 12, que o governo federal está construindo uma “nova indústria” de petróleo e gás no país.

“Estamos construindo a nova indústria de óleo e gás do Brasil, que estará em pleno funcionamento em dois ou três anos”, afirmou Oddone, em rápido discurso durante almoço com empresários no Rio.

Citando a regularidade dos leilões de áreas de exploração de petróleo e o programa de venda de ativos da Petrobras, o diretor-geral da ANP disse ainda que o setor viverá “uma grande transformação”.

Oddone sinalizou que o governo apoia a participação das empresas americanas no mercado brasileiro.

“Viveremos uma grande transformação, espero que com a ajuda das empresas que fazem parte da Câmara”, afirmou Oddone.

O almoço foi promovido pela Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro (Amcham Rio).

Fundos de investimento

O diretor-geral da ANP afirmou que está sendo feito um trabalho para estimular a entrada de fundos de investimentos em parceria com empresas operadoras nos leilões.

“Empresas que não têm balanço muito robusto podem se apoiar em fundos, principalmente as de menor porte. Isso ocorreria por consórcio”, disse.

Segundo o diretor-geral da ANP, já era possível essa parceria, mas não muito praticada. A ideia agora é introduzir mecanismos que facilitem esse processo.

Uma das mudanças seria a redução de exigência de capital da empresa operadora, abrindo espaço para uma participação maior dos fundos.

Petrobras

A respeito do resultado divulgado na quinta-feira pela Petrobras, disse que sentiu “orgulho”.

Sobre o pedido de exoneração do conteúdo local (waiver) da Petrobras para a plataforma que será instalada na área de Libra, no pré-sal da Bacia de Santos, afirmou que a equipe técnica está trabalhando no assunto e que a vontade é que isso seja feito o mais rápido possível.

“Estamos trabalhando nisso. A equipe técnica está avaliando; quando terminar, iremos nos pronunciar”, afirmou Oddone, explicando que ainda não há prazo estabelecido para isso.