Governo de SP quer abrir dados de privatização da Cesp este mês

A venda do controle da elétrica pelo governo estadual está prevista para acontecer em uma licitação a ser realizada em setembro

São Paulo – O governo do Estado de São Paulo deverá abrir ainda em julho o acesso de eventuais interessados a um data-room com informações sobre o processo de privatização da estatal paulista de energia Cesp, disse nesta terça-feira um representante do Banco Fator, contratado pelo Estado para assessorar a transação.

A venda do controle da elétrica pelo governo estadual está prevista para acontecer em uma licitação a ser realizada em setembro.

Ao participar de uma audiência pública sobre o processo de privatização em São Paulo nesta terça-feira, o sócio do Fator, Gustavo Blasi Mandel, disse que o edital com informações completas sobre o negócio deve ser divulgado em agosto.

Entre agosto e setembro deverá ser aberto um prazo para que investidores interessados visitem as instalações da companhia, que opera 1,6 gigawatt em hidrelétricas.

A audiência sobre a privatização, realizada na Secretaria da Fazenda paulista, contou com a presença também de diversos representantes de sindicatos de trabalhadores do setor de energia, que se colocaram contra a venda da Cesp, que segundo eles é uma companhia lucrativa para o Estado de São Paulo.

Em meio a questionamentos dos sindicalistas, o escritório Madrona Advogados, que também assessora o governo de São Paulo no processo, afirmou que a decisão sobre a venda da elétrica “cabe ao próprio Estado, assim como a destinação dos recursos obtidos”.