Geração de emprego formal em 2014 é a menor histórica

A criação foi de 396.993 postos de trabalho no ano, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged)

Brasília – A geração de empregos formais em 2014 é a menor da série histórica, iniciada em 2002.

A criação foi de 396.993 postos de trabalho no ano, de acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta sexta-feira, 23, pelo Ministério do Trabalho e Emprego em Florianópolis.

O resultado de dezembro, com saldo negativo de 555.508 vagas, é o pior desde 2008, ano marcado pela agravamento da crise econômica nos Estados Unidos.

Naquele ano, dezembro apresentou um fechamento de 654.946 postos de trabalho.

Na série sem ajustes, o saldo de vagas de emprego formal em 2014 foi de 152.714.

O resultado está abaixo do piso encontrado pela AE projeções, que previa um saldo positivo entre 178 mil e 400 mil vagas no ano.

O número ficou abaixo da mediana prevista pelo mercado, que era de 196.500 novos postos de trabalho em 2014.

A série sem ajuste considera apenas o envio de dados pelas empresas dentro do prazo determinado pelo MTE.

Após esse período, há um ajuste da série histórica, quando os empregadores enviam as informações atualizadas para o governo.