Faturamento da indústra cresce 4,5% em novembro, diz CNI

Na comparação com novembro de 2015, porém, o recuo no faturamento da indústria ainda foi de 9,9%

Brasília – Depois da queda de 3,3% em outubro, o faturamento industrial voltou a crescer em novembro, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira, 13, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Na comparação com o mês anterior – e excluindo os efeitos de calendário -, as vendas das fábricas brasileiras aumentaram 4,5% no penúltimo mês do ano passado.

Na comparação com novembro de 2015, porém, o recuo no faturamento da indústria ainda foi de 9,9%. Considerando os 11 primeiros meses de 2016, a queda nas vendas foi de 12,8% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Em novembro também houve melhora na quantidade de horas trabalhadas na indústria, com alta de 0,7% em relação a outubro. Esse indicador, no entanto, ainda ficou em um patamar 5,1% inferior ao desempenho do mesmo mês de 2015.

No acumulado do ano ate novembro de 2016, o tempo de trabalho na produção foi 8,2% menor que o verificado no mesmo período de 2015.

Mesmo com aumento do faturamento e das horas trabalhadas em novembro, a Utilização da Capacidade Instalada (UCI) no parque industrial brasileiro pouco evoluiu, passando de 76,5% – que era o piso da série histórica – para 76,6% ante outubro (de acordo com dado ajustado). A ociosidade nas fábricas ainda ficou 0,9 ponto porcentual superior à verificada no mesmo mês de 2015.