EUA criam 222 mil empregos em junho, bem acima da previsão

O número ficou acima da expectativa de analistas, que previam criação de 174 mil empregos

Washington – O ritmo de contratação nos Estados Unidos cresceu em junho ante maio considerando-se ajustes sazonais, segundo dados do Departamento de Trabalho do país.

A economia gerou 222 mil postos de trabalho na passagem do mês, resultado acima da expectativa de analistas consultados pela Dow Jones Newswires, que previam criação de 174 mil empregos.

Os números de maio sofreram revisões para cima. A criação de empregos no mês foi revisada de 158 mil postos de trabalho para 207 mil.

O salário médio por hora dos trabalhadores do setor privado ficou em US$ 26,25 em maio, alta de US$ 0,04 (ou 0,15%) ante o mês anterior. A projeção do mercado era de ganho maior, de 0,30%. Na comparação anual, o crescimento dos salários se manteve em 2,5% no período.

A taxa de participação na força de trabalho subiu levemente de 62,7% em maio para 62,8% em junho, um pouco acima do pior patamar desde 1970, marcado no mês passado.

Por sua vez, a taxa de desemprego nos Estados Unidos subiu de 4,3% em maio para 4,4% em junho. O resultado veio acima da expectativa de analistas consultados pelo Wall Street Journal, que previam estabilidade da taxa a 4,3%, que era o menor nível desde 2001.

Fonte: Dow Jones Newswires.