EUA abrem investigação sobre impacto de aço chinês em segurança

Secretário de Comércio dos EUA decidiu iniciar um inquérito como resposta às exportações de aço chinesas nos EUA, que agora têm 26 por cento do mercado

Washington – O presidente norte-americano, Donald Trump, abriu nesta quinta-feira uma investigação para determinar se os chineses e outros comerciantes estrangeiros de aço ameaçam a segurança nacional, levantando a possibilidade de novas tarifas e desencadeando uma alta nas ações de siderúrgicas do país.

O Secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, decidiu iniciar um inquérito como resposta às exportações de aço chinesas nos Estados Unidos, que agora têm 26 por cento do mercado. O Ato de Expansão Comercial de 1962 permite que o presidente imponha restrições às importações por motivos de segurança nacional.

Ross contou à repórteres que as exportações de aço chinês continuam crescendo, o que exerce “sério impacto” na industria local.

O Departamento de Comércio terá 270 dias para completar a investigação, mas o secretário espera concluir o inquérito muito antes do prazo.