Empresários dos EUA e da China concordam em melhorar relações

Representantes da comunidade empresarial concordaram em estabelecer um diálogo que ofereça soluções aos desafios na relação econômica entre os países

São Paulo – Representantes da comunidade empresarial dos Estados Unidos e da China se reuniram nesta quarta-feira, em Washington, no âmbito da cúpula de líderes empresariais dos EUA.

O grupo, que é presidido pelo CEO da Blackstone, Stephen Schwarzman, e pelo CEO do Alibaba, Jack Ma, concordou em estabelecer um diálogo anual com o objetivo de oferecer soluções de ambos os governos a desafios importantes na relação econômica entre EUA e China.

A sessão inaugural contou com a presença do secretário de Comércio americano, Wilbur Ross.

Em um comunicado conjunto, Schwarzman e Jack Ma afirmam que “uma relação econômica estável e crescente” entre EUA e China é “mutuamente benéfica para as pessoas dos dois países e para o mundo”.

De acordo com os executivos, a cúpula de empresários americanos e chineses é o resultado direto de uma conversa positiva entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o chinês, Xi Jinping, com suas delegações durante a visita do líder da China a Mar-a-Lago.

“Maior país avançado e maior economia em desenvolvimento, EUA e China têm uma complementaridade econômica significativa, particularmente à luz do tremendo progresso e do reequilíbrio econômico histórico em relação aos serviços e a uma economia liderada pelo consumo em andamento na China”, disseram os dois executivos.

Eles pediram aos líderes políticos nos dois países que fortaleçam a cooperação e os diálogos sobre regulações e supervisão, normas, proteção de direitos e de propriedade intelectual, acesso livre, justo e aberto ao mercado e eliminem procedimentos e práticas que atuem como obstáculo ao crescimento econômico e à criação de empregos.

“Embora respeitando o uso de remédios comerciais tradicionais, esperamos que as disputas comerciais possam ser resolvidas por meio de negociações efetivas com ambos os lados trabalhando para uma pronta resolução.”

Segundo Schwarzman e Jack Ma, os executivos chineses e americanos concordaram em buscar uma série de áreas de cooperação: incentivo a investimentos; aumento do comércio bilateral, incluindo exportação de produtos agrícolas e gás natural; melhora nos diálogos com os dois governos; solicitação aos dois governos de melhora na transparência e redução de incertezas para aprovação de investimentos; importância de aumentar a proteção dos direitos de propriedade, para incentivar a inovação.

Participaram da reunião os CEOs da Blackstone, JPMorgan, Caterpillar, Walmart, General Motors, C.V. Starr, General Electric, IBM, National Association of Manufacturers, ConocoPhillips, Johnson & Johnson e Tyson Foods.

Entre os empresários chineses, estavam os CEOs do Alibaba, ENN Group, Bank of China, Fuyao Glass Industry, Suning Holding Group, COFCO, China Investment Corporation e Sinochem.