Despesas das operadoras superam as receitas, diz FenaSaúde

Entidade, que representa alguns dos maiores grupos de saúde brasileiros, diz que associados tiveram alta de 15,6% na despesa de janeiro a março contra 2013

São Paulo – As despesas de operadoras de saúde cresceram num ritmo superior às receitas no primeiro trimestre de 2014, segundo dados divulgados nesta quarta-feira, 20, pela Federação Nacional de Saúde Suplementar (FenaSaúde).

A entidade, que representa alguns dos maiores grupos de saúde brasileiros, afirmou que seus associados tiveram alta de 15,6% na despesa de janeiro a março na comparação com o ano anterior.

Já a média de crescimento da receita no período foi de 12,8%.

As despesas assistenciais de operadoras de saúde somaram R$ 9,4 bilhões nos primeiros três meses de 2014 contra R$ 8,1 bilhões no ano anterior.

Em contrapartida, as receitas das associadas registraram R$ 11,6 bilhões no primeiro trimestre de 2014 contra R$ 10,3 bilhões no mesmo período do ano passado.

A série histórica aponta para a tendência do crescimento das despesas com assistência a saúde superior à expansão das receitas.

A FenaSaúde informou que, ao analisar os períodos de janeiro a março de 2010 a 2014, as despesas assistenciais entre as associadas à entidade aumentaram em 98,1%, enquanto a evolução das receitas foi de 92,1%.

A entidade considera que o aumento das despesas assistenciais tem como razões a incorporação de novas tecnologias médicas, o aumento do custo de materiais e medicamentos e a judicialização, disse em nota Marcio Coriolano, presidente da FenaSaúde.