Desemprego atinge novo recorde em Portugal

O índice que mede o desemprego no país atingiu 17,7% no primeiro trimestre

Lisboa – O desemprego aumentou em Portugal no primeiro trimestre de 2013 e atingiu um novo recorde, de 17,7%, em um contexto de recessão e medidas de austeridade.

Segundo o Instituto Nacional de Estatísticas, o número de desempregados é de 952.000, o que representa um aumento de 16,2% em um ano (132.900 pessoas a mais).

No total, 4,4 milhões de pessoas de uma população de 10,5 milhões têm emprego.

O governo prevê que este ano terminará com um desemprego de 18,2% e que 2014 registrará 18,5%.

O aumento do desemprego, que no ano passado se situou em 15,7%, se deve ao forte plano de austeridade que contribuiu para a recessão econômica. Em 2012, o PIB caiu 3,2% e em 2013 espera-se uma diminuição de 2,3%.

O desemprego entre os maiores de 45 anos aumentou 19,9% em relação ao mesmo período do ano passado e 7,5% a mais que no trimestre anterior, segundo o INE.

Entre os jovens de 25 e 34 anos aumentou 19,8% em um ano e 4% em um trimestre.