Desconto na bandeira vermelha mostra tendência para tarifas

Dilma Rousseff informou que haverá uma redução de 15% a 20% no preço da bandeira tarifária vermelha graças ao desligamento de usinas térmicas, na última semana

Brasília – O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, afirmou nesta terça-feira, 11, que a mudança na bandeira tarifária vermelha mostra uma nova tendência nas tarifas do setor.

Na manhã desta terça-feira, durante o anúncio do Programa de Investimento em Energia Elétrica (PIEE) anunciado pelo governo, a presidente Dilma Rousseff informou que haverá uma redução de 15% a 20% no preço da bandeira tarifária vermelha graças ao desligamento de usinas térmicas, na última semana. O ministro Braga acredita que a mudança passe a vigorar a partir de setembro.

Braga também falou sobre o fast-track nos processos de licenciamento de empreendimentos do setor elétrico no médio e longo prazo, defendido pela presidente Dilma hoje, que viria, segundo Braga, por emenda à Constituição.

O dirigente do ministério de Minas e Energia ressaltou que está começando um “ciclo com viés de baixa nas tarifas”. Informou que os investimentos já estavam previstos no plano decenal e o conjunto da economia terá insumo elétrico mais competitivo do que nos últimos três anos. Por fim, avaliou que o PIEE “traz previsibilidade para o setor e isso é importante para o investidor”.