Deputados criticam possibilidade de aumento de impostos

"Aumento de impostos será difícil ser tratado em ano eleitoral. A carga tributária já está muito elevada", disse o líder do PMDB, Eduardo Cunha

Brasília – Líderes partidários da Câmara dos Deputados reagiram nesta sexta-feira, 21, ao aceno do ministro da Fazenda, Guido Mantega, para o aumento de impostos neste ano.

Em teleconferência para analistas estrangeiros, Mantega disse que, visando evitar uma frustração da meta fiscal, a medida poderia servir de reserva do governo para, se for necessário, melhorar a arrecadação.

“Aumento de impostos será difícil ser tratado em ano eleitoral. A carga tributária já está muito elevada”, disse o líder do PMDB, Eduardo Cunha (RJ).

O líder do PSDB, Antonio Imbassahy (BA), disse que o governo precisa reduzir despesas e enxugar os 39 ministérios. O tucano lembrou que o governo vem batendo recordes de arrecadação e que aumento de impostos penaliza diretamente o contribuinte. “Ela (Dilma Rousseff) vai pelo caminho mais simples, que é sacrificar a população”, comentou.