Déficit em conta corrente do Brasil é de 1,46% do PIB

Esses dados marcam uma continuidade do refluxo do déficit, que em agosto de 2015 representava 4,24% do PIB

O Brasil registrou em agosto um déficit em conta corrente acumulado em um ano de 25,838 bilhões de dólares, equivalente a 1,46% do PIB, frente a 1,57% no mês anterior, informou o Banco Central.

O déficit de agosto foi de 579 milhões.

Esses dados marcam uma continuidade do refluxo do déficit, que em agosto de 2015 representava 4,24% do PIB.

O principal aporte das transações correntes procedeu do saldo positivo da balança comercial, que em agosto teve um excedente de 4,14 bilhões de dólares, totalizando 44,751 bilhões em doze meses.

O BC indica, além disso, que o país recebeu em agosto 7,208 bilhões de dólares em Investimentos Estrangeiros Diretos (IED), seu melhor resultado no correr do ano.

Nos últimos doze meses, as IED totalizam 74,001 bilhões de dólares, uma cifra que já quase alcança a de todo 2015 (75,075 bilhões), quando o país se afundou numa recessão na qual ainda se arrasta.

As reservas de divisas em agosto chegaram a 376,921 bilhões de dólares, em queda de 609 milhões em relação ao mês anterior.