Dólar R$ 3,32 0,51%
Euro R$ 3,77 2,23%
SELIC 10,25% ao ano
Ibovespa -0,82% 61.675 pts
Pontos 61.675
Variação -0,82%
Maior Alta 5,67% CSNA3
Maior Baixa -3,90% ESTC3
Última atualização 27/06/2017 - 17:21 FONTE

Dados de março indicam recuperação do emprego, diz ministério

Segundo Mário Magalhães, do Ministério do Trabalho, a "destruição" de empregos está cada vez menos intensa

Brasília – O coordenador de estatísticas do Ministério do Trabalho, Mario Magalhães, avalia que os dados de março não geraram surpresa e continuam indicando recuperação das condições do mercado de trabalho, já que a destruição de empregos está cada vez menos intensa.

Para o técnico, o mês de fevereiro – quando foram criados 35,6 mil empregos – é que sinalizava antecipação da recuperação do indicador e destoou do movimento visto até então.

“Em fevereiro, os números foram impactados positivamente pelo emprego no setor de serviços e o mês acabou antecipando de forma mais forte a tendência de recuperação que vivemos. Agora, o mês de março retoma o ritmo de recuperação que vínhamos vivendo no segundo semestre de 2016”, disse o técnico.

Para Magalhães, “não há nenhum motivo para negativismo”.

“Fevereiro antecipou uma tendência que março não confirmou, mas a tendência de recuperação continua.”

O coordenador do Ministério do Trabalho explica que é possível falar que a recuperação continua com a observação dos dados que mostram que a economia tem fechado menos vagas que o observado há um ano.

Além disso, notou que alguns economistas do setor privado já preveem que é possível voltar à geração de empregos neste semestre.

Veja também