Custo de operadoras em plano individual sobe 15,4% em um ano

Segundo IESS, custos de operadoras de planos de saúde cresceram 15,4% nos 12 meses terminados em março de 2015

São Paulo – Os custos de operadoras de planos de saúde cresceram 15,4% nos 12 meses encerrados em março de 2015, de acordo com o Índice de Variação de Custos Médico-Hospitalares, calculado pelo Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS).

O indicador leva em conta os dados mais recentes disponíveis no setor.

A alta nos custos com consultas, exames, terapias e internações foi superior à inflação. No mesmo período, o IPCA subiu 8,1%. Apesar de elevado, o indicador de custos médico-hospitalares ficou abaixo do apurado no ano passado, quando atingiu variação recorde de 18,2%.

O cálculo utiliza os dados de um conjunto de planos individuais de operadoras e considera a frequência de utilização pelos beneficiários e o preço dos procedimentos.

O principal fator para a desaceleração no avanço do indicador foi a diminuição de 3 pontos porcentuais no ritmo de crescimento do custo de internações, item que responde por aproximadamente 58% da composição do índice.

Os custos com internações subiram 13,8% nos 12 meses encerrados em março de 2015 ante 16,8% no período anterior.

Já o gasto com consultas, que corresponde a 11% da composição do índice, subiu 10,5%. Exames e Terapias avançaram 14,6% e 20,6%, respectivamente, no período.