Consumo masculino de cosméticos dobra em 5 anos

Entidade calcula que este nicho chegou a representar um faturamento de US$ 4,572 bilhões no Brasil em 2013, mais de duas vezes os US$ 2,284 bilhões de 2008

São Paulo – O consumo de produtos de higiene, perfumaria e cosméticos destinados ao público masculino dobrou de tamanho em cinco anos, de acordo com levantamento divulgado nesta sexta-feira, 8, pela Associação Brasileira de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec) em razão da proximidade do Dia dos Pais.

A entidade calcula que este nicho chegou a representar um faturamento de US$ 4,572 bilhões no Brasil em 2013, mais de duas vezes os US$ 2,284 bilhões de 2008.

Atualmente, os produtos masculinos representam mais de 10% do consumo total do mercado de higiene, perfumaria e cosméticos no Brasil, que totaliza US$ 43 bilhões.

Os produtos para barba representavam 58% das vendas dos produtos masculinos, enquanto a categoria de cuidados pessoais (principalmente desodorantes) soma 42%.

Considerando apenas o universo de perfumaria, os homens são responsáveis por 43,3% do consumo brasileiro, totalizando US$ 3,051 bilhões.