Concessionários elevam previsão de venda de carros em 2017

Previsão para a venda de caminhões e ônibus, contudo, foi revista de alta de 3,15 por cento para queda de 10,2 por cento em 2017, a 57,4 mil unidades

São Paulo – Os distribuidores de veículos do Brasil elevaram nesta terça-feira projeção de vendas de automóveis e comerciais leves em 2017, para 4,3 por cento ante 2,4 por cento, a 2,07 milhões de unidades, informou Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

A previsão para a venda de caminhões e ônibus, contudo, foi revista de alta de 3,15 por cento para queda de 10,2 por cento em 2017, a 57,4 mil unidades.

As mudanças ocorreram depois que as vendas de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus novos no primeiro semestre subiram 3,6 por cento sobre o mesmo período do ano passado, para 1,02 milhão de unidades.

Em junho, as vendas de carros e comerciais leves caíram 0,5 por cento sobre maio, mas subiram 13,7 por cento sobre o mesmo mês de 2016, a 189,2 mil unidades.

Já as vendas de caminhões, um indicador do nível de investimento no país, tiveram alta de 1,5 cento em junho sobre maio e queda de 0,2 por cento sobre junho do ano passado, para 4,18 mil unidades. No semestre, houve recuo de 15,6 por cento na comparação anual, para 21,46 mil unidades.

A Fenabrave informou ainda que as vendas de ônibus em junho subiram 18,6 por cento ante maio e saltaram 30,4 por cento sobre um ano antes, para 1,56 mil veículos. De janeiro a junho, o segmento apurou vendas de 6,5 mil unidades, queda de 7,25 por cento sobre o primeiro semestre de 2016.

Segundo a entidade, o segmento de motocicletas teve licenciamentos de 71,8 mil unidades em junho, queda de quase 10 por cento sobre maio e recuo de 11 por cento sobre junho do ano passado. No semestre, foram vendidas 427,28 mil motocicletas novas no Brasil, queda de 21,9 por cento sobre um ano antes.