Comércio e construção terão dados ajustados, diz FGV

Nos últimos meses, a FGV já vinha divulgando, para a Sondagem do Comércio, resultados com um "ajuste sazonal experimental"

Rio – A Fundação Getulio Vargas (FGV) passará a divulgar, em novembro, dados das sondagens do Comércio e da Construção com ajuste sazonal.

Até hoje, os resultados das séries, criadas há pouco mais de quatro anos, vinham sendo anunciados oficialmente apenas com variações trimestrais interanuais, que permitiam visualizar a tendência desses índices de confiança, mas sem ter clara identificação do resultado na ponta, como já ocorre com séries mais antigas (Indústria, Consumidor, Serviços).

Nos próximos dias, a instituição deve soltar um comunicado com detalhes da mudança.

Hoje, o superintendente adjunto de Ciclos Econômicos da FGV, Aloisio Campelo, adiantou que serão ajustados o Índice de Confiança do Comércio (Icom) e o Índice de Confiança da Construção (ICST), bem como seus subíndices, o Índice de Situação Atual (ISA) e o Índice de Expectativas (IE).

Nos últimos meses, a FGV já vinha divulgando, para a Sondagem do Comércio, resultados com um “ajuste sazonal experimental”.

A mudança definitiva, porém, dependia da consolidação e de uma avaliação crítica desses resultados, já que a série é recente, iniciada em março de 2010.

O mesmo valia para a Sondagem da Construção, iniciada em julho de 2010.

Neste período inicial, a FGV revisará a série ajustada sazonalmente todos os meses, a exemplo do que já fazem outras instituições, como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Ou seja, a cada novo resultado, os dados anteriores da série ajustada poderão sofrer modificações.

Ainda não há definição sobre a divulgação de outros dados ajustados sazonalmente, como a confiança por setores do comércio ou da construção.

As sondagens desses setores referentes a novembro serão divulgadas nos dias 25 (Construção) e 27 (Comércio) do próximo mês.