CMN regulamenta crédito novo para Estados

Segundo a resolução publicada nesta noite, São Paulo será a unidade da federação com maior linha de crédito: R$ 1,958 bilhão

Brasília – O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou em reunião extraordinária na quinta-feira a regulamentação do empréstimo de R$ 20 bilhões aos Estados, anunciado no mês passado pela presidente Dilma Rousseff. Segundo a resolução publicada nesta noite, São Paulo será a unidade da federação com maior linha de crédito: R$ 1,958 bilhão.

Em seguida, por ordem decrescente do valor oferecido, estão Bahia (R$ 1,487 bilhão), Minas Gerais (R$ 1,326 bilhão), Ceará (R$ 1,089 bilhão), Pernambuco (R$ 1,069 bilhão) e Maranhão (R$ 1 001 bilhão). Todos os demais Estados têm linha de menos de R$ 1 bilhão. O Rio de Janeiro terá R$ 940,9 milhões. A unidade com menor crédito será o Distrito Federal com R$ 311,1 milhões.

O crédito terá juro que acompanha a Taxa de Juro de Longo Prazo (TJLP) somada de 1,1% ao ano quando a operação contar com garantia da União. Quando não houver tal garantia, o juro é de TJLP acrescida de 2,1% ao ano. O prazo do crédito é de até 20 anos, com os dois primeiros de carência. Os créditos podem ser contratados até 31 de janeiro de 2013.