China propõe meio período na 6ª feira para estimular turismo

Autoridades incentivam empresas a serem "mais flexíveis" com as reduções de jornada de seus empregados, prolongando o fim de semana

Pequim – O governo chinês propôs nesta terça-feira que os trabalhadores façam meio expediente nas sextas-feiras durante o verão para que viajem mais e potencializem o crescimento da indústria turística do país.

Em documento divulgado pelo Escritório Geral do Conselho de Estado, segundo o jornal oficial “China Daily”, as autoridades estimulam as empresas a serem “mais flexíveis” com as reduções de jornada de seus empregados quando as condições permitirem.

Desse modo, os trabalhadores chineses teriam de uma a quatro semanas e meia e um fim de semana mais longo que os permitiria viajar mais, uma recomendação que imediatamente foi aprovada pelos internautas nas redes sociais chinesas.

O documento do Conselho de Estado também sugere outras iniciativas para impulsionar o setor turístico, como construir dez portos para cruzeiros até 2020, mil estacionamentos para veículos de passeio, 57 mil banheiros públicos e aumentar o número de guias turísticos nos principais destinos do país.

O vice-diretor da Administração Nacional de Turismo da China, Wu Wenxue, disse que estas medidas permitirão que os empregados utilizem o tempo livre para viajar com mais flexibilidade, enquanto se aproveita ao máximo o potencial turístico do país, em declarações citadas pela imprensa oficial.

Em um país com forte competitividade para conseguir vagas de trabalho, principalmente os qualificados, e subir na carreira, apenas a metade dos empregados que têm direito a férias remuneradas as aproveitam, segundo os dados do Ministério de Seguridade Social e de Recursos Humanos chinês.