Dólar R$ 3,27 -0,31%
Euro R$ 3,65 -0,19%
SELIC 11,25% ao ano
Ibovespa 0,70% 63.103 pts
Pontos 63.103
Variação 0,70%
Maior Alta 3,10% BBAS3
Maior Baixa -2,75% JBSS3
Última atualização 24/05/2017 - 10:24 FONTE

China deveria buscar crescimento de 6,5% em 2017, diz instituto

Recomendação aparece no momento em que líderes se preparam para uma reunião que definirá a agenda econômica e de reformas chinesas para 2017

Xangai – A China deveria determinar uma meta de crescimento econômico de cerca de 6,5 por cento para 2017, embora seja bastante provável que o país consiga superar esse nível, afirmou nesta segunda-feira o Centro Estatal de Informação.

O centro é um instituto de pesquisa oficial afiliado à Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma, um importante órgão de planejamento econômico. Ele sugeriu a meta de crescimento em um artigo publicado pelo China Securities Journal.

A recomendação foi feita no momento em que os principais líderes se preparam para uma reunião neste mês para definir a agenda econômica e de reformas para 2017 durante a Conferência Central de Trabalho Econômico.

“Em 2017, as operações econômicas da China precisarão intensificar os esforços para aliviar contradições arraigadas e problemas estruturais”, disse o centro, destacando o mercado imobiliário, capital social e riscos financeiros regionais entre suas preocupações.

A economia da China cresceu 6,7 por cento no terceiro trimestre em relação ao ano anterior e deve alcançar a projeção de governo para o ano de 6,5 a 7 por cento, em meio a gastos mais altos do governo, um boom imobiliário e empréstimos bancários recordes.