Buscas no Google refletem impacto da eleição de Trump

Este foi o ano de Donald Trump e a ascensão do político novato à presidência deixou sua marca em como os americanos veem as finanças e a economia

Este foi o ano de Donald Trump e a ascensão do político novato à presidência deixou sua marca em como os americanos veem as finanças e a economia.

Os americanos recorreram à internet para acompanhar o peso mexicano, considerado um tipo de termômetro sobre as chances eleitorais de Trump, e para saber qual era o tipo de economia do Canadá.

Comércio e Rússia também estiveram entre os assuntos mais populares entre os internautas, de acordo com uma lista do Google com os temas mais pesquisados sobre finanças e economia fornecida à Bloomberg pelo gigante de busca.

A retórica eleitoral gerou a necessidade de buscar informações sobre comércio e taxa de câmbio, mas aspectos mais mundanos do cotidiano continuaram sendo alvo de preocupação.

Uma pesquisa sobre quando fazer a declaração do imposto de renda ocupou o primeiro lugar na categoria de finanças e os americanos também correram à internet para saber qual é o tipo de economia em vigor nos EUA atualmente. Ainda é o capitalismo.

Venda de ações

O pior começo de ano para o mercado acionário dos EUA registrado até agora levou muitas pessoas a pensarem em maneiras de ganhar dinheiro.

A queda de mais de 11% nas primeiras cinco semanas do ano provocou uma disparada nas buscas com a pergunta “Como vender uma ação?”.

Felizmente, os investidores não agiram com base nas informações recém-descobertas: o S&P 500 subiu 24% desde 11 de fevereiro.

Comércio global

O comércio e o papel dos EUA na economia global dominaram as áreas de política durante a temporada eleitoral, juntamente com a relação dos EUA com a Rússia.

Isso levou a buscas como “Qual é o tipo de economia da Rússia?” e “Qual país tem a melhor economia?”.

Também houve interesse pelos sistemas financeiros da Índia e do Brasil, assim como por uma das buscas mais conceituais: “A imigração ilegal é um peso para a economia?”.