Brexit custará cerca de 1% ao crescimento britânico em 2017

Segundo FMI, o aumento das incertezas depois do referendo se projeta em um significativo enfraquecimento da demanda interna

A histórica decisão do Reino Unido de iniciar o processo de separação da União Europeia custará à economia britânica cerca de 1% de seu crescimento no próximo ano, alertou o Fundo Monetário Internacional (FMI).

“O aumento das incertezas depois do referendo se projeta em um significativo enfraquecimento da demanda interna”, assinalou o Fundo em sua atualização das perspectivas de crescimento global.