Brasil perdoa US$ 840 mi de dívida externa de africanos

País anunciou neste sábado o perdão e a reestruturação de dívida externa de 12 países africanos no valor de US$ 840 milhões

Adis-Abeba – O Brasil anunciou neste sábado o perdão e a reestruturação de dívida externa de 12 países africanos no valor de US$ 840 milhões, afirmou à Agência Efe o porta-voz da Presidência, Thomas Traumann.

Segundo ele, a medida ajudará a construir uma estratégia mais ampla para impulsionar os laços entre o país e o continente africano, que conta com algumas das economias de maior crescimento do mundo.

Além disso, Traumann disse que o anúncio é uma continuação da cooperação do Brasil com a África, que hoje celebra na capital etíope o cinquentenário da fundação da Organização da Unidade Africana (OUA), predecessora da atual União Africana (UA).

“Não é a primeira vez que o Brasil cancela dívida com países africanos. Fizemos antes, e esta vez é uma continuação da nossa cooperação com a África”, afirmou Traumann.

Ontem, a presidente Dilma Rousseff, que está em Adis-Abeba para os festejos do jubileu de ouro da OUA, assinou quatro acordos de cooperação com a Etiópia após uma reunião com o primeiro-ministro etíope, Hailemariam Desalegn.

O Brasil mantém com dezenas de países africanos amplos programas de cooperação em diversas áreas, com ênfase em desenvolvimento agrário, saúde, biocombustíveis, petróleo e gás, meio ambiente, comércio e educação, entre outras.

Na última década, também foram aumentados os vínculos políticos, e o Brasil abriu embaixadas em 19 países da África, chegando a um total de 37 missões diplomáticas nesse continente. Nesses mesmos dez anos, Brasília se tornou a capital da América Latina com o maior número de embaixadas de países africanos (19).