Brasil e Argentina repassam agenda bilateral e do Mercosul

Agenda bilateral inclui assuntos como a cooperação nuclear e espacial, Defesa, indústria aeronáutica e o sistema de pagamentos em moedas locais

Buenos Aires – O ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, se reuniu nesta quinta-feira em Buenos Aires com seu colega argentino, Héctor Timerman, para repassar assuntos da agenda bilateral e do Mercosul.

A chancelaria argentina disse em comunicado que ambos revisaram “os principais temas da relação bilateral” e que decidiram realizar no prazo de um mês uma reunião de vice-chanceleres para “efetuar o acompanhamento e intensificar a marcha dos temas prioritários” da agenda.

Esta agenda bilateral inclui assuntos como a cooperação nuclear e espacial, Defesa, indústria aeronáutica, projetos hidrelétricos conjuntos e o sistema de pagamentos em moedas locais.

Por outra parte, Patriota e Timerman dialogaram sobre o andamento do processo de adesão da Venezuela como membro pleno do Mercosul e a evolução do processo eleitoral no Paraguai, país que está suspenso do bloco regional.

Segundo o comunicado oficial, os chanceleres também conversaram sobre as relações entre o Mercosul e a União Europeia, a cooperação no Haiti, o processo de integração na União das Nações Sul-Americanas (Unasul) e na Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC) e a próxima Cúpula Ibero-Americana, que acontecerá em novembro em Cádiz (Espanha).

Além disso, os ministros decidiram “apresentar uma proposta conjunta sobre a reforma do Sistema Interamericano, particularmente em matéria de Direitos Humanos”, destaca a nota oficial.

Os chanceleres de ambos países mantêm um esquema de reuniões periódicas, sendo que a próxima delas, segundo o estipulado hoje, ocorrerá no Brasil dentro de um prazo de três meses.