BC do Japão mantém política monetária e melhora visão do consumo

Banco manteve a taxa de juros de 0,1 por cento que cobra sobre uma parcela das reservas em excesso que as instituições financeiras deixam no banco central

Tóquio – O banco central do Japão deixou inalterada sua política monetária nesta sexta-feira e ofereceu uma visão mais otimista sobre o consumo privado e as economias externas, sinalizando confiança de que a recuperação está ganhando força.

“O consumo privado aumentou a resiliência contra um cenário de melhora constante no emprego e na situação da renda”, disse o Banco do Japão em comunicado anunciando a decisão de política monetária.

Em uma decisão esperada, o banco central manteve a taxa de juros de 0,1 por cento que cobra sobre uma parcela das reservas em excesso que as instituições financeiras deixam no banco central.

O Banco do Japão também deixou sua meta de rendimento para os títulos de 10 anos do governo em torno de 0 por cento.