Bancos estão entre setores que pagaram menos tributos

Os bancos reduziram em R$ 8,217 bilhões o recolhimento dos impostos

Brasília – Empresas de dez importantes setores da economia registraram redução no pagamento de impostos e contribuições federais de janeiro a maio deste ano. Juntos, esses setores já foram responsáveis por uma queda de R$ 13,68 bilhões nas receitas do governo no período.

No ranking da lista está o setor financeiro. De janeiro a maio, os bancos reduziram em R$ 8,217 bilhões o recolhimento dos tributos. Em segundo lugar, ficou a indústria automobilística, que pagou R$ 1,891 bilhão a menos.

E em terceiro, a indústria de extração de minerais metálicos, que reduziu em R$ 1,1 bilhão os impostos pagos.

Também estão nessa lista negativa para o Fisco os setores de produtos químicos, telecomunicações, metalurgia, máquinas e equipamentos, bebidas, celulose e papel e comércio de veículos.

Revisão

Diante do fraco desempenho das receitas até maio, a Receita Federal reduziu de 3% para 2% a previsão de crescimento da arrecadação no ano. Até maio, a arrecadação registra crescimento de apenas 0,31%.

Segundo o secretário-adjunto da Receita, Luiz Fernando Teixeira Nunes, o novo valor pode até mesmo ser revisto na próxima programação orçamentária quando serão revistos os parâmetros e as variáveis usadas para as previsões de receitas e despesas do Orçamento da União.

O secretário disse que a previsão de 2% leva em consideração a recomposição integral das alíquotas do IPI para automóveis, prevista para o inicio de julho. Segundo ele, a decisão de recomposição gradual ou integral das alíquotas ainda não foi tomada.

Teixeira ponderou, no entanto, que “no momento” a decisão com a qual a Receita trabalha é de aumento integral da alíquotas do IPI de automóveis.

No início do mês, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, sinalizou com uma elevação gradual da alíquota. “Estamos trabalhando com o retorno”, afirmou.

Nunes afirmou também que a previsão de impacto das desonerações neste ano é de cerca de R$ 100 bilhões. A arrecadação das receitas administradas pela Receita Federal caiu 6,39% no mês passado ante maio de 2013 – uma queda ainda maior que os 5,95% da arrecadação total.

No mês passado, o recolhimento de receitas administradas pela Receita somou R$ 85,926 bilhões.