Balanços da indústria têm recuperação no 3º trimestre

O lucro líquido da Vale no terceiro trimestre deste ano alcançou US$ 3,5 bilhões, um aumento de 113,8% em relação ao registrado no mesmo período do ano passado

São Paulo – Depois de passar os últimos trimestres reportando resultados fracos, o setor industrial de base vem surpreendendo com números positivos na safra de balanços do terceiro trimestre deste ano. Contribuíram para a performance o dólar mais valorizado, os maiores volumes de vendas e os preços melhores dos produtos.

Além disso, depois de serem afetadas pela desaceleração da economia no Brasil e no mundo e pela queda dos investimentos, as empresas fizeram a “lição de casa” e se ajustaram à nova realidade, avaliam analistas consultados pelo Broadcast.

“Os números do terceiro trimestre da indústria estão vindo bons porque boa parte das companhias adotou medidas como corte de custos, redução de estoques e promoções e renegociação de contratos com fornecedores”, afirma Mario Bernardes Junior, analistas do BB Investimentos. Entre os destaques da temporada, estão os balanços de Vale, siderúrgicas e do setor de papel e celulose.

O lucro líquido da Vale no terceiro trimestre deste ano alcançou US$ 3,5 bilhões, um aumento de 113,8% em relação ao registrado no mesmo período do ano passado. O resultado, que veio em linha com a média de projeções de analistas, foi beneficiado por maiores volumes de vendas de minério de ferro e melhores preços do insumo.

No caso das siderúrgicas, o grande responsável pelo bom desempenho entre julho e setembro foi a maior demanda no mercado interno. A Usiminas, após seis trimestres consecutivos no vermelho, voltou a reportar números positivos e lucrou R$ 115 milhões no período. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.