Arrecadação tributária da Argentina cresce 34,6% em 2016

A Administração Federal de Receita Pública informou nesta segunda-feira que a arrecadação totalizou em dezembro 275,542 bi de pesos (US$ 17,114 bi)

Buenos Aires – A arrecadação tributária da Argentina alcançou no ano passado o recorde de 2,07 trilhões de pesos (US$ 128,58 bilhões), um aumento de 34,6% em relação a 2015.

A Administração Federal de Receita Pública (Afip) informou nesta segunda-feira que a arrecadação totalizou em dezembro 275,542 bilhões de pesos (US$ 17,114 bilhões), 51,2% a mais que em novembro e 90% acima do valor registrado em dezembro de 2015.

O salto da arrecadação tributária no último mês de 2016 é explicado em grande medida pela contabilização de recursos provenientes do programa de repatriação de dinheiro não declarado à Receita.

A Afip explicou que no fechamento de 2016 foram declarados dentro deste processo US$ 97,842 bilhões, dos quais 86% correspondem a imóveis, contas bancárias, investimentos e participações acionárias no exterior.

Para 2017, a lei de Orçamento inclui uma meta de arrecadação tributária de 2,53 trilhões de pesos (US$ 157,278 bilhões).