Arrecadação do FGTS mantém padrão de crescimento

O fundo de garantia arrecadou R$ 3 bilhões no primeiro semestre deste ano, mantendo o padrão dos últimos cinco anos

Brasília – O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) arrecadou R$ 3 bilhões no primeiro semestre de 2012, conforme balanço da Secretaria Executiva do seu conselho curador. O valor significa R$ 500 milhões a mais do que no mesmo período do ano passado. Ainda assim, foi mantido o padrão dos resultados obtidos nos últimos cinco anos.

“Desde 2008, os resultados anuais são de cerca de R$ 5 bilhões. A única exceção foi 2009, com resultado de R$ 2,5 bilhões, por ter sido um ano de mudanças importantes, em razão do início do Programa Minha Casa, Minha Vida”, disse, em nota, o secretário executivo do FGTS, Quênio França.

Com o saldo disponível, o Fundo investe em habitação, saneamento e infraestrutura, por meio da Caixa Econômica Federal. De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), para 2012, o saldo total do fundo está orçado em aproximadamente R$ 56 bilhões.

O FGTS está destinando este ano R$ 36,7 bilhões para investimento em habitação popular, R$ 10 bilhões em saneamento e infraestrutura, R$ 2,5 bilhões em compra de certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e R$ 1 bilhão em concessão de empréstimos a juros baixos para detentores de conta vinculada ao FGTS.

No início de outubro, o conselho do FGTS reajustou o teto dos valores financiáveis para compra de habitação pelo Minha Cara, Minha Vida, uma das modalidades de investimento do fundo. Segundo o ministro do Trabalho e Emprego, Brizola Neto, o objetivo foi estimular políticas sociais com esses recursos.