Alemanha quer vender participação no Commerzbank

O governo da Alemanha se tornou acionista do Commerzbank como parte da operação de resgate no início de 2009

Frankfurt – A Alemanha está procurando fora do país um comprador para sua participação restante no Commerzbank AG, incluindo o banco suíço UBS, afirmou a revista alemã Focus, sem citar fontes.

A publicação informou que o ministro das Finanças da Alemanha, Wolfgang Schäuble, conversou com o presidente do UBS, Axel Weber, sobre a possível compra da segunda maior instituição de crédito do país. Weber já foi presidente do Banco Central alemão.

Segundo a Focus, Schäuble disse que embora o governo planeje limitar seu prazo como acionista do Commerzbank ao mais breve possível, não há precisão sobre quando as ações restantes do banco serão vendidas.

O governo da Alemanha se tornou acionista do Commerzbank como parte da operação de resgate no início de 2009, após a onda de turbulência do mercado que se seguiu ao colapso do banco de investimentos Lehman Brothers. Após um aumento de capital no início deste ano, a participação do governo no banco diminuiu de 25% para 17%. Fonte: Dow Jones Newswires.