As dores de cabeça do G-20

O G-20, encontro das 20 principais economias do planeta, termina nesta segunda-feira na China. Como de costume, os líderes aproveitaram a oportunidade para discutir uma miríade de questões – que, desta vez, foram da guerra na Síria às consequências do Brexit. Mas dois temas dominaram as discussões: a preocupação com a redução do ritmo de crescimento mundial e com o avanço lento no comércio entre os países. A pauta ganha especial relevância pela ascensão de políticos refratários à globalização no Reino Unido, na França, nos Estados Unidos. Dois gráficos resumem as grandes preocupações do G-20.

Economia_mundial_77