1º semestre do ano tem melhor resultado para empregos desde 2014

Segundo o Caged, o Brasil abriu 9.821 vagas de emprego formal em junho; foi o primeiro resultado positivo para o mês desde 2014

Brasília – O Brasil abriu 9.821 vagas formais de emprego em junho, terceiro dado mensal positivo consecutivo, mas bem abaixo do esperado e puxado quase exclusivamente pela atividade agropecuária, em meio ao mercado de trabalho ainda mostrando fraqueza após dois anos de recessão.

Em pesquisa Reuters junto a analistas, a expectativa era de abertura de 36 mil postos no mês passado.

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado pelo Ministério do Trabalho nesta segunda-feira, dos oito setores analisados no mês, apenas dois apresentaram criação de vagas.

O destaque ficou para a agropecuária, com abertura líquida de 36.827 postos, repetindo o bom movimento visto em maio. Segundo o ministério do Trabalho, o cultivo do café foi o carro-chefe do crescimento, com mais de 10 mil postos criados.

Na administração pública, houve a abertura de 704 vagas em junho.

Já do lado negativo, as maiores perdas ficaram com construção civil (-8.963 vagas), indústria da transformação (-7.887) e serviços (-7.273).

“É muito importante reconhecermos que o Brasil passou por uma recessão que foi uma das mais profundas da sua história”, afirmou a jornalistas o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira.

O Caged mostrou ainda que, no primeiro semestre do ano, houve ganho líquido de 67.358 vagas, melhor para o período desde 2014. Entre janeiro e junho de 2016, o país havia registrado perda líquida de 531.765 vagas, sem ajustes.

Apesar de a taxa de desemprego estar recuando, ela ainda continuava em patamares bastante elevados, acima de 13 por cento, com quase 14 milhões de pessoas sem uma atividade, segundo leitura mais recente feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Não é uma notícia auspiciosa? … a Globo, MPF e muitos que zelam por nossas leis ainda querem Temer fora da Presidência. Por que não esperar este pouco tempo que falta já que estamos saindo do buraco em que nos colocaram os governos Petistas. Seja quem entrar, seja que Partido for tudo vai piorar com a saída do Presidente. Que Ser Humano conhecido, agora, teria capacidade para melhorar um milímetro em benefícios para o povo; e se melhorar, as salvas de palmas serão passageiras e o clamor terá a duração de vários anos. Convém esperar esse tempo que falta, pois a pessoa que entrar, independente de Partido, terá a obrigação de ter mais responsabilidade e com a ajuda Divina tentar preservar as coisas boas, o bem-estar de todos e trabalhará com empenho para o crescimento do País. As investigações jamais poderão parar, mas as provas precisam ser documentadas. Por enquanto nossos protagonistas, Temer e Lula, juntamente com os anjos que os circundam são Santos e nunca cometeram pecado algum. Não será mudando o Santo que o milagre será melhor, ou seja, despir um santo e vestir o outro é apenas a incompreensão do momento político e econômico em que o Brasil está passando.